INVESTIGADORES DE SOBREIROS “ÚNICOS” NO MUNDO ANGARIAM FUNDOS

Sem comentários

No âmbito da execução científica do projeto Genosuber – “Sequenciação do genoma do sobreiro (Quercus suber)” do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL), foi criada pelos seus investigadores, em 2014, uma população de sobreiros ímpar a nível mundial. Esta é a única população onde os progenitores de cada sobreiro são conhecidos. Adicionalmente, todos os progenitores da população são sobreiros produtores de cortiça de boa qualidade.

Esta população de sobreiros F1 foi criada através de um processo de polinizações controladas, onde quatro árvores foram utilizadas como árvores-mãe. Cada uma delas foi depois polinizada com pólen recolhido em 10 sobreiros, distribuídos por várias regiões de Portugal, que funcionaram como os progenitores masculinos. Um dos sobreiros utilizado como pai é o mesmo sobreiro cujo genoma está a ser sequenciado. As bolotas resultantes deste cruzamento foram colhidas e germinadas nos Viveiros de Santo Isidro, em Pegões, tendo sido obtidos 276 sobreiros com pedigree conhecido. Os sobreiros F1 ficaram alojados nos Viveiros de Santo Isidro durante os primeiros anos de vida, e foram instalados, no final de Março 2018, na Herdade da Abóbada – Centro de Experimentação do Baixo Alentejo, parte da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo.

Esta população de sobreiros será fundamental para o futuro da investigação em sobreiro, a árvore nacional de Portugal. As próximas gerações de investigadores irão beneficiar desta população mas para que tal seja possível a vossa ajuda é fundamental. Venham conhecer esta população de sobreiros, a sua história, e de que forma podem ajudar na sua gestão e manutenção.
Todo o processo de criação, gestão e manutenção desta população tem exigido disponibilidade financeira para fazer face às despesas necessárias. As primeiras fases do desenvolvimento da população foram suportadas pelo projeto Genosuber. Nas fases seguintes a contribuição de várias instituições e investigadores foram assegurando a sobrevivência e gestão destes sobreiros tão importantes.

Por estas razões, o CEBAL está a angariar fundos para apoiar a manutenção dos sobreiros F1. O centro irá utilizar os apoios recebidos para garantir o desenvolvimento adequado desta população.

Menu